SÍLVIO CARLOS

@escolhaviverconsciente

A liberdade é uma conexão, um estar preenchido de vida!

O que é liberdade para você? Nós somos livres ou a nossa ação é uma mera expressão de nosso ser condicionado, que, ante um fato, age sempre no mesmo sentido, percorre o mesmo caminho?
Vai ser sempre a mente, o pensamento, que é um produto da memória, do passado, nos levando para os famigerados e desgastados lugares de sempre? 


Percepção que conduz à ação. É sempre assim: interpretamos a realidade e, de acordo com o nosso  olhar, segundo os nossos filtros, lentes (crenças, memórias etc),  seguimos numa determinada direção.
Se a nossa mente é confusa, se o nosso pensamento reina soberano e dita todas as regras, ocupando um lugar proeminente na nossa vida, tentando controlar tudo,   posso afirmar que, de fato, não há liberdade, porque assim estaremos sempre sob o seu jugo que mais confunde do que clareia, reféns das nossas memórias, que é o velho atuando, condicionados e atados a um comportamento viciado, sempre reagindo, jamais agindo. 


Enfim, a liberdade é um estado que se estabelece internamente, essa é a verdade. A liberdade de estar em paz, de ter clareza e serenidade para atuar na realidade e transformá-la. A liberdade de não simplesmente reagir, mas observar e aprender com a vida.  A liberdade de ter relacionamentos harmônicos,  ante a compreensão das nuances do relacionar-se, porque já aprendido sobretudo o relacionar-se consigo mesmo. A  liberdade de ser eu mesmo e de me amar, e não viver uma vida repleta de medos em que gasto toda a minha energia apenas me defendendo.  A liberdade de expressar o meu talento no mundo. 
Então, a liberdade começa dentro. A liberdade é uma conexão, um estar preenchido de vida!
Uma pessoa pode estar cercada de outras tantas e se sentir sozinha; outra pode estar sozinha e sentir completa. 


Alguém pode enxergar um relacionamento amoroso como uma prisão, enquanto outro pode estar pleno vivendo uma relação afetiva. 
A diferença entre um estado e outro sempre vai ocorrer internamente, o sentimento de liberdade e plenitude sempre vai advir daí. 


Enfim, a liberdade pode se consagrar numa vida daquele que se expressa no mundo com leveza, poder pessoal, que caminha a passos firmes pra realizar o seu propósito, que não teme cumprir a sua missão aqui na Terra, seja ela qual for, e que está  em conexão com o seu potencial para desenvolver uma realidade  próspera em todos os sentidos e se sentir pleno com isso.


Por isso, seremos livres realmente se formos simples, interiormente simples, para, tal qual uma criança, perceber com olhos límpidos a vida e suas infinitas bênçãos!

Sílvio Carlos